Meus apps, meu workflow, meu dia-a-dia

Diversas pessoas me enviam e-mails me questionando como é meu fluxo de trabalho, qual plataforma utilizo, quais os aplicativos mais úteis, qual deles utilizo para isso ou para aquilo e qual me possibiita ser mais produtivo.

Pensando nisso, resolvi escrever este artigo, que não será tão breve, porém de grande valia para os interessados neste tipo de questionamento.

Não irei, neste primeiro momento, focar exatamente no meu fluxo de trabalho ou no meu fluxo digital, isso deixarei para outros posts que seguirão. Neste  início, listarei os principais aplicativos que utilizo em meu dia-a-dia, seja na fotografia, na Escola de Imagem ou nas tarefas diárias, e claro, deixar uma breve explicação do programa e o porquê que gostei tanto!

Vamos lá!

Antes de mais nada é bom frisar que não mais utilizo a plataforma Windows, não que ela seja ruim, porém quando tive o primeiro contato com a plataforma MAC, me senti mais a vontade diante do design, da usabilidade, qualidade dos produtos e dos aplicativos desenvolvidos para ele.

Portanto todos os itens que listarei estão totalmente ligados com o Mundo Mac.

Como sou fotógrafo, vou iniciar a listagem destes programas listando, claro o Adobe Photoshop e Adobe Lightroom, que sinceramente acho serem os dois itens essenciais para qualquer fotógrafo. Todos sabem do poder de cada um e claro a importância que eles possuem para o mundo fotográfico. Hoje são os laboratórios fotográficos de antigamente.

Quando iniciei na fotografia o único software que utilizada era o Photoshop. Todo o tratamento minucioso e edição das imagens era feita com base somente nele. Eu passava uma dificuldade tremenda, pois para cada imagem eu tinha que abri-la no PS para então voltar ao gerenciador de arquivos e excluí-la ou não do meu montante original. Ok, concordo com os que devem estar pensando que eu deveria utilizar o Adobe Bridge para fazer tal ação, porém, vou ser sincero e admitir que nunca me adptei com este software.

Hoje, as coisas mudaram, na verdade já há alguns anos que melhorarm e muito, e utilizo em praticamente 100% do meu tempo, o Lightroom, desde a importação, passando pela edição e então no tratamento e liberação do material, seja diretamente para o cliente, ou primeiramente enviá-lo para Photoshop afim de efetuar algum ajuste mais preciso e pontual.

Bom, chamo de edição de imagens, aquele processo de identificação das imagens que irão ou não prosseguir para o tratamento, para um álbum,  blog,  ou para o site, etc. Para tal, utilizo o Lightroom, sinalizando e separando as imagens ruins das demais e dentre as que forem mantidas, escolher um determinado montante para que eu possa efetuar o devido tratamento.

Dentro do LR, utilizo alguns plugins que me facilitam muito a vida. O primeiro é o LR2/Blog, que me possibilita a exportação, num tamanho de imagem e qualidade específica e o upload direto para a minha plataforma de gerenciamento do meu blog. Este é um dos plugins que mais recomendo. Nada mais simples que no ato da exportação o seu post do blog já vir totalmente montado com as imagens exatamente onde deveriam estar.

Isso me economiza um tempo gigantesco!!!

Outro plugin que utilizava muito é o de exportação para o Facebook. Ele faz o mesmo tipo de trabalho, porém neste momento a exportação iria para a minha conta no Facebook! O grande motivo é que ele me agiliza e muito o trabalho de escolher as imagens e fazer o upload para meu Facebook. Com a atualização do Lightroom para a versão 3, este plugin, bem como também o do Flickr, já estão incorporados na interface, oque me facilita ainda mais.

Sobre o Lightroom 3, quem ainda não teve a oportunidade de efetuar a migração para a nova versão, recomendo e muito que o façam rápido.

Esta nova versão está simplesmente fantástica, veja só:

– Todo o software foi reescrito do zero, reajustando falhas e implementando melhorias no processamento das imagens.

– Agora, além de podermos importar imagens em RAW, JPG, TIFF, PSD, também é possível a importação e gerenciamento de vídeos. AH! Também há a possibilidade de importação de arquivos no modo de cor CMYK, o que não era possível nas versões anteriores, mas lembre-se, eu disse somente importação.

– Todo aquele processo guiado por gambiarras de softwares em conjunto para a utilização do Tethering, foi substituído por um simples e integrado sistema gerenciado pelo próprio LR.

– A base de dados está mais robusta, suportando um limite superior a de 200.000 por catálogo.

– Uma nova tela de importação com uma interface mais intuitiva e integrada ao layout da aplicação.

– Para os amantes da marca d’água, fiquem felizes pois agora existe um menu específico para isso, com todas as principais funções do antigo Mogrify.

– Correção de lentes. Ta aí um dos grandes avanços. É possível o ajuste de correção de lentes diretamente no RAW e ainda com base na lente que registrou a imagem. Isso é fantástico.

– Mais um item muito bom e de extrema qualidade no processamento é o novo módulo de correção de ruído.

– não perca tempo e atualize logo sua versão…

Utilizo, com toda convicção, a plataforma mais famosa de desenvolvimento de blogs atualmente, o WordPress.

Alguns já me perguntaram:
– Porque não o Blogger, ou outra plataforma?

No início cheguei a utilizar outras plataformas, mas não curti o seu gerenciador, achei relativamente bagunçado, cheio demais de cores e informações e a possibilidade de adaptação, personalização e gerenciamento e integração não chegam perto do WordPress, que além disso, possui uma comunidade imensa que pode auxiliar, gratuitamente, caso algum problema específico aconteça, o que não é comum!

Quem utiliza outra plataforma, recomendo e muito dar uma passeada pelo WORDPRESS.ORG e veja o que lhe espera. Qualquer necessidade de personalização do seu tema, entre em contato comigo([email protected]).

Vou detalhar um ponto muito importante.

O WordPress possui duas formas de utilização. Uma que pode ser acessada através do link (www.wordpress.com) e que então você se cadastra no sistema e tem o acesso gratúito ao sistema de publicação de blogs. Esta é uma excelente forma de você iniciar a construção de seu blog. Por este modo, qualquer leigo consegue facilmente construir seu próprio blog, modificar algumas opções de layout e iniciar as postagens. Perceba que eu disse, “modificar algumas opções de layout”, o que significa que através desta URL, não será possível modificar o layout por completo, personalizando com cores, tamanho de texto, modificação de CSS, tamanho de imagens, e demais itens que geram uma cara completamente personalizada ao seu Blog.

Ai então que entra a outra forma de uso do WordPress.

Acesse desta vez o link (www.wordpress.org), baixe o pacote de instalação e o insira em seu servidor. Configure a base de dados para escrita das postagens e pronto. Esta é uma nova forma de se ter um blog do WordPress, porém, por este sistema estar instalado em seu próprio servidor, há então a possibilidade completa de modificação e adequação dos itens de layout descritos acima e também a instalação de plugins diversos que nos permitem a personalização mais apurada, inserção de vídeos embutidos na página,  criação de formulários, galeria de imagens, e milhões de outras funcionalidades que podem ser vistas neste link (http://wordpress.org/extend/plugins/).

E ainda tudo totalmente grátis, no que diz respeito ao sistema do WordPress. Para esta instalação é bom lembrar que há a necessidade de contratação de um plano de hospedagem em um servidor.

Como gerencio dois Blogs, o meu particular que você está lendo neste momento e o da Escola de Imagem, devo ter uma disciplina e um cuidado gigantesco para que eu não bagunce toda a informação. Na verdade a disciplina é algo que se adquire com o tempo, e realmente blogar todo santo dia é algo que se deve fazer. Sei que nem todos tem este hábito, porém tente ao menos postar algo relacionado com o objetivo principal de seu blog umas 3x ou mais vezes por semana. Isso gera maior tráfego ao seu blog, maior indexação pelo Google e consequentemente mais visitas para ele, e isso falaremos em breve.

Tem um programa que estou ainda testando, que se chama ECTO. Trata-se de um gerenciador de Blogs que pode ser instalado em seu computador e então adicionar as devidas contas do WordPress. Através dele é possível fazer praticamente tudo o que faço diante do sistema de gerenciamento do WP. Como ainda está em testes, prefiro não dispor nenhuma opinião mais concreta frente a ele. Provável que no fim da edição dos posts deste artigo, eu ja tenha um parece sobre ele.

Bom, já escrevi demais por hoje.
No próximo post falarei sobre outros aplicativos que utilizo e entrar um pouco no mundo Google!

Para os que estão aguardando sobre o meu fluxo de imagem digital… Aguardem!!!

Preenche o formulario para receber as novidades