Proteja suas fotografia contra roubo

padlock_monochrome_55403

Parte do fluxo de muitos fotógrafos é a proteção dos arquivos. Pensamos em proteção e nos vem na cabeça apenas o backup e os montes de HDs que temos que comprar e abastecer.

Porém, não é apenas de HD e Backups que a proteção de dados necessita. Principalmente aqueles que trabalham com trabalhos de divulgação mais restrita, como nus, sensual, e assim por diante, devem pensar em formas completas de proteção, que vão além dos backups e envolvem a possibilidade dos arquivos caírem em mãos erradas e divulgadas nas redes, o que irá proporcionar uma perda, muitas vezes irreparável, da sua imagem e também da qualidade e confiança em seu trabalho.

Uma solução simples e fácil seria a compactação e proteção com senha destas imagens. Algumas formas simples podem ser adotadas, acompanhe.

Após um ensaio sensual, onde as imagens não foram permitidas de serem divulgadas, entregamos o material para o cliente e temos então algumas que poderão ser requisitadas no futuro para alguma necessidade da mesma. Estas imagens, uma vez entregues à mesma, seriam possívelmente armazenadas num HD, backupeadas e então o processo se finalizaria.

Pensando nas restrições impostas, após a entrega, podemos descartar todo o material que não foi utilizado, delegando dos HDs e mantendo apenas aquilo que foi realmente mostrado, finalizado e entregue. Os arquivos RAW são arquivos grandes, que muitas vezes ocupam espaço grande nas unidades de armazenamento e possibilitam ações inúmeras nas imagens. Diante disso, o que é possível ser feito é a conversão dos arquivos tratados e finalizados para o formato JPG em alta resolução, o que permitirá uma impressão futura.

Com isso, teremos um formato de arquivo de grande capacidade com um tamanho reduzido.

A partir deste momento, precisamos cuidar do BACKUP + SEGURANÇA DE ACESSO.

Muitos já conhecem o famoso formato ZIP. Trata-se de um compactador de arquivos que além de reduzir o tamanho, permite que coloquemos uma senha de acesso no mesmo. Nosso objetivo não é a redução do tamanho, mesmo porque o formato de fotos não nos permite isso em grande escala, mas sim esta possibilidade da senha.

O processo é simples, e o mais importante está ligada à escolha da senha. Utilize uma senha que seja única que possa ser ao mesmo tempo fácil de ser lembrada e complexa para evitar possíveis quebras da mesma e o acesso aos arquivos.

Quem quiser evoluir ainda mais nesta questão de segurança procure mais a respeito do TRUECRYPT (http://www.truecrypt.org/). Esta foi uma dica valiosa que meu aluno Carlos Cruz me passou de um software free, que funciona em Windows, Mac e Linux e que possui uma forma ainda mais robusta de criptografia e proteção dos dados com senha.

Para facilitar, deixo aqui algumas informações importantes.

Quem é usuário Windows, a facilidade é grande. O Winzip (http://www.winzip.com/), famoso programa de compactação, oferece está possibilidade de proteção com senha. Já no Mac é fácil e ao mesmo tempo complicado.

Também existem softwares como o ZipperSnapper (http://zippersnapperapp.com/), que pode ser comprado na AppStore e é tão simples como o Winzip. E para quem quiser colocar a cabeça para pensar e trabalhar com códigos no Terminal para efetuar este trabalho, basta seguir os passos abaixo.

No terminal, utilize a seguinte combinação

zip -e myzipfile.zip file1.txt file2.txt

ex:
zip -e /users/<username>/Desktop/myzipfile.zip 
       /users/<username>/Documents/file1.txt /users/<username>/Desktop/file2.txt

Com o arquivo compactado. Elimine todos os demais backups das fotos ainda abertas e faça as cópias com este novo formato.

Lembre-se, segurança em primeiro lugar!

Preenche o formulario para receber as novidades